domingo, 27 de novembro de 2016

Ele comigo

O encanto de encontros recheados de beijos longos, molhados, toques e cumplicidade de duas pessoas que contam os dias para estarem juntos...

Enquanto estamos longe o aplicativo e as lembranças nos deixam próximos e então usamos de todos os recursos para trocarmos carinhos e safadezas.

Basta uma mensagem chegar para o fogo acender e o meu corpo logo responder a tantos carinhos e elogios, fotos e mensagens de voz, tudo para dar um realismo a esse momento tão bom, tão nosso, tão cheio de tesão.

Sintonia essa que não precisamos nos tocar com o corpo, nos tocamos pela alma que já está familiarizada com cada parte dele. Talvez por isso nossos encontros reais são tão profundos.

Romântico, cabra macho, daqueles que sabe chegar e tocar numa mulher, sinto seu beijo profundo, longo que deixa o corpo mole e preparado para receber seu sexo duro, latente, grosso e longo para mais uma sessão de sexo cheio de malícia do jeito que gosto.

Suas mãos passeiam pelo meu corpo e tão logo afasta minha calcinha e introduz um de seus dedos em meu sexo molhado, latente me querendo enquanto ao pé do ouvido me chama de gostosa, que é louco por mim, quanto senti saudade e o quanto é bom estar ali me sentindo tão quente o querendo, sou sua gata no cio...

Os beijos não cessam apenas são intercalados com os toques em minhas partes íntimas...
A temperatura sobe e sinto o suor escorrer de minhas costas enquanto sou tocada e meu corpo sendo despido, meu vestido é tirado e seu olhar fica parado em minha tatoo na virilha pimentinha que o chama e é lambida demoradamente descendo mais e mais até chegar no grelo que é sugado de um jeito que me enlouquece e eu me alongo como uma gata preguiçosa...  Mexo lentamente o meu quadril de forma que comprimo meu corpo sob sua boca, logo sinto beijar minha barriga e subir aos meus seios que adora sentir os lábios sugarem meus bicos rosados e chega novamente em minha boca trocando o gosto de meu sexo trazido em sua língua...

Vira-me de bruços e morde minha nuca, aperta meu "rabo" arranca minha calcinha e monta gostoso em mim, seu membro viril entra gostoso enquanto solto um gemido alto, seu "pau" entra com tudo, forte, profundo encaixando bem próximo meu quadril de sua pélvis e estoca gostoso ritmando com muita vontade.

Sinto-me sua égua, sou montada  deliciosamente, alimenta-se de meus desejos e fazendo movimentos frenéticos a fim de satisfazer suas vontades sentir e proporcionar prazer...

Nessa loucura o orgasmo chega, nossos corpos exaustos desfalecem juntos na cama, em silêncio nos olhamos, sorrimos felizes e satisfeitos descansamos para logo recomeçar ...

Li Oliver

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário...