Postagens populares

terça-feira, 27 de março de 2012

Faminta






Estou faminta nessa noite tão bela,

Transpiro o amor, à vontade, o delírio de estar

embriagada do tesão que faz latejar o meu desejo

de amor fazer com você...



Num simples verso de amor eu o roubei

o trouxe para perto,

de meus sonhos,

de minhas vontades...



Então agora cheira meu corpo que exala prazer

Arrasta-me para perto, rasga minha roupa

Olha-me nos olhos sente meu prazer

Molha sua boca em meu rio,

mergulha sua língua em minhas águas tranquilas

Mexe com gosto,

sem pressa,

sem medo,

sou sua...



Em seu pescoço estão minhas esguias pernas

Esfrego-me em sua boca, contraio-me inteira

Sussurra meu nome, estou bem pertinho,

O meu gozo vem vindo não posso esperar...



Levanto-me rindo e quero seu gosto degustar

Caio de boca, entra-me agora,

Minha língua o lambe,

sugo seu falo rijo e gostoso...



Então ele entra e sai

num ritmo tortuoso

de quem quer gozar,

vai mais um pouco

despeja esse gozo

Que quero mamar...




Li Oliver