quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Desejos...


Em minha poesia
Banho-me dos versos
Delírios poéticos de desejos
Carícias de amor
Num prazer misturado com veneno
De quem quer morrer sem dor

Sou vestida das vontades
Nesse caminho cheio de obscuridades
Transpirando sensualidade
Querendo fazer amor
Sinto a imortalidade
De quem faz com ardor!




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário...